NOSSOS MESTRES INESQUECÍVEIS

 

PProfessora

Philomena Pinheiro

* Português - OSPB *

 

PHILOMENA PINHEIRO, popular e carinhosamente conhecida como "DONA MENA" ou "MENA PINHEIRO", era filha de Salomão José Pinheiro e de Ana Rosa Pinheiro. Nasceu na cidade de Nazaré Paulista aos 12 de maio de 1919, passando a residir em nossa cidade no início do ano de 1932.

Ao chegar a Jacareí no início da década de 30 iniciou sua vida como operária, trabalhando nas indústrias locais durante oito anos, passando a seguir para o cargo de telefonista durante quatro anos para, em seguida, ser balconista por um período de um ano, encerrando esta primeira parte de sua vida como escrituraria durante quatro anos.

Paralelamente ao exercício de suas funções profissionais, Philomena Pinheiro dedicava o restante do seu tempo ao estudo, tendo conseguido com muito esforço, sacrifício e dedicação formar-se Professora Primária em 15 de dezembro de 1951 e lecionar no então Grupo Escolar Lamartine Dellamare em nossa cidade, além de ser Professora contratada na cátedra de Português, em nosso tradicional GENE "Dr. Francisco Gomes da Silva Prado".

Verificamos, pois, quão árdua foi a sua vida, tendo conseguido o êxito pessoal e profissional com muito denodo e, acima de tudo, com dignidade.

Porém, ai não parou para a sua luta. Conhecendo como ninguém os ardores da vida, passou a dedicar-se aos menos favorecidos pela sorte, procurando incentivá-los e levá-los ao caminho certo., indicando0-lhes a trilha a ser seguida. Se trabalho como Segunda Secretária da Cruzada de Assistência de Jacareí é de todos conhecido.

Com seu extraordinário espírito público conseguiu o que muitos nem sequer ousavam pensar: a transformação do nosso famigerado "Morro do Macaco" em morro da esperança, dando assistência permanente aos menores ali residentes, conseguindo liquidar com aquele foco de marginais, para transformá-lo efetivamente num bairro digno de todos os jacareiense, como podemos hoje contemplá-lo.

Sua preferência para os menores foi evidente, e Mena, como todos a conhecemos, também exerceu as funções de Comissária de Menores.

Seu trabalho à frente do morro da esperança distinguiu-a com o tradicional troféu JACARÉ do ano de 1965, outorgado pela então Rádio Clube de Jacareí, como Personalidade do Ano.

Com tudo isso Mena ainda encontrou tempo para se dedicar ao Conselho de Amigos da Cidade de Jacareí, onde fez parte do Grupo Executivo com mais dois jacareiense; ao Conselho Paroquial no seu Departamento Estudantil; à Diretoria da Associação de Pais e Mestres.

Mena Pinheiro dedicou-se, também, à orientação dos debates estudantis do Clube Estrela da Manhã, à orientação das mães dos sócios desse Clube e proferia palestras à Pia União do Bom Sucesso.

Mena Pinheiro foi colunista de alguns conceituados jornais de sua época, durante muitos anos.

Atuou em várias áreas, mas, principalmente, na área educacional e assistencial. Dedicou toda a sua vida pela melhoria do ensino e qualidade de vida da comunidade jacareiense.

Não é segredo para ninguém o estado de total desprendimento material em que vivia Mena Pinheiro, doando tudo que possuía aos mais necessitados numa demonstração sublime de desapego, humildade e amor fraterno.

Não há como contestar o brilhante trabalho : formação dos jovens e no fortalecimento da família desenvolvido por Mena Pinheiro ao longo de sua vida, forjando uma plêiade de cidadãos valorosos que hoje são os pilares da sociedade em que vivemos.

Em 11 de agosto de 1968, já reconhecendo o brilhante trabalho desenvolvido por Mena Pinheiro, a Câmara Municipal de Jacareí outorgou-lhe sua mais alta honraria, o título de Cidadã Jacareiense.

Destarte, por tudo que foi exposto, nada mais justo que perpetuemos o nome de nossa querida e saudosa Professora Mena Pinheiro em uma de nossas vias públicas, para que sirva de exemplo e motivação às gerações que se sucederão.

Contando com o apoio dos nobres pares na aprovação desta justa e merecida homenagem, antecipamos nossos agradecimentos e subscrevemos.

O "texto" acima foi digitalizado do processo de Lei/2004, de autoria do Vereador Professor Marino Faria, solicitando a denominação de uma com o nome Philomena.

Em sua homenagem o então Prefeito Marco Aurélio de Souza, através da Lei 4814, de 30 de setembro de 2004, por solicitação do Vereador Professor Marino Faria, sancionou e denominou uma rua localizada no Jardim Terras de Santa Helena

Embarco na mesma história para comprovar tudo isso, pois fui seu aluno e além disso, nos víamos quase todos os dias, pois ela era uma das melhores amiga do meu pai Amaury Teixeira Vasques, com quem travava altos diálogos sobre nossa cidade e a política do município.

 

PÁGINA INICIAL GALERIA DE FOTOS PROFESSORES

Este site é administrado e gerenciado por Celso Luís Vasques -  Editado pela última vez em 12/02/2020 21:09

Envios de arquivos, fotos e correções para jacarei@jacarei.blog.br - WhatsApp > 12-997798242