ESPAÇO LITERATURA

 

 

MARIA NILCE LENCIONI SENNE

SONHO VIVIDO

 

APRESENTAÇÃO

 

Logo depois da abolição da escravatura em 1888, com a falta de mão-de-obra para a lavoura, o Brasil passou a receber imigrantes, pessoas que buscando uma nova pátria trouxeram para o nosso país sua força de trabalho, seus hábitos e costumes, aos mesmo tempo que absorveram para suas vidas o jeito de ser brasileiro.

Esses imigrantes vieram de várias partes do mundo, italianos, franceses, espanhóis, alemães, húngaros, etc... No início, passaram muitas dificuldades, mas depois receberam muitas alegrias.

Vou me referir mais precisamente aos italianos que escolheram o sul e sudeste para se fixarem devido ao clima frio, semelhante 'a sua "terra natal" e também onde havia maior necessidade de mão-de-obra  rural.

Em 1897, chegou em Santos um desses grupos de imigrantes e dentre eles quatro irmãos "Frateliti, Lencioni", sendo que apenas um era casado. Vieram com muitas esperanças e coragem para trabalhar, produzir, não só para seu sustento, mas também para ajudar no engrandecimento da pátria que os havia adotado.

Como todos imigrantes que aqui chegavam no começo da colonização, os Lencioni foram encaminhados para uma fazenda, nos oeste paulista.

No início o trabalho foi árduo, mas esses estrangeiros vieram com espírito de luta e força de vontade; uma bela lição de como alcançar-mos nossos objetivos. Por serem muito alegres e festivos, os italianos em pouco tempo contagiaram os brasileiros que compartilhavam de seu trabalho e esses passaram a participar de suas danças e festas.

Os Lencioni queriam algo mais, deixaram a Itália para se estabelecerem por conta própria no Brasil.

Não demorou darem início a realização de seus sonhos. Com o dinheiro que economizaram na fazenda, depois de algum tempo, saíram e mudaram-se para o Vale do Paraíba, precisamente em Jacareí, e começaram a fabricar telhas, tijolos, enfim, montaram uma olaria.

Alguns anos depois, os irmãos se separaram e cada um montou seu próprio negócio em outras cidades próximas.

O senhor Leandro Lencioni, o imigrante que chegou no Brasil casado com Creuza Lencioni, abriu em Caçapava uma fábrica de massas (pão, macarrão, bolachas, etc...) Nesta época, já tinha cinco filhos brasileiros, mas a família cresceu. O casal teve doze filhos.

Guido Lencioni, o filho mais velho do senhor Leandro, foi sempre seu companheiro e ajudante e aprendeu tudo o que o pai fazia. Casou-se com uma brasileira, descendente de portugueses e tiveram nove filhos, mas cresceram seis. A primogênita deste casal recebeu o nome de Maria Nilce. Nasceu em Jacareí, e aos dois anos de idade passou a residir em Caçapava.

Este trabalho dedico aos meus filhos Célia Regina,

Silvio Helder e Cesar Augusto.

Ao meu genro, noras, netos e bisneto.

Vejo neles a perpetuação de minha família

e a razão de todos os meus esforços.

Aos amigos, que foram vários, que participaram

da minha caminhada, meu eterno agradecimento.

Maria Nilce

 

PÁGINA INICIAL ESPAÇO LITERATURA FICHA TÉCNICA PREFÁCIO SUMÁRIO

Este site é administrado e gerenciado por Celso Luís Vasques -  Editado pela última vez em 10/05/2020 18:25

Envios de arquivos, fotos e correções para jacarei@jacarei.blog.br - WhatsApp > 12-997653533