ESPAÇO CANTO DAS POESIAS

 

Michele Corrêa

"ÉS"


Você é aquele poema calmo, casto, cálido
É água que corre lenta e límpida
Aquele vento que corta e cresce rápido
É ar que invade e vivifica

És aquele que transborda, transparece, traduz
És terra quente e quieta
Aquele que cria, contorna e produz
És galho que não se curva nem se enverga

És fogo que abriga, ampara, aquece
Natureza pura e poética
És canção que é solta, suave e adormece
És aquela beleza que refuta a estética

Tu és andarilho, ave, andorinha
És fábrica de sonhos e amor
És o que se busca em cidade vizinha
És cura, remédio e dor

És aquele cheiro que envolve, enjaula, enobrece
És a neblina serena, sem trégua
És aquele dom que enriquece
És poesia, és sons, é ritmo sem rédea

És animal rápido, rude, rasteiro
És os céus com estrela e luar
És silêncio ritmado e faceiro
És o que jamais ousarei decifrar

M. Corrêa – 12/2019

 

PÁGINA INICIAL

CANTO DA POESIA

Este site é administrado e gerenciado por Celso Luís Vasques -  Editado pela última vez em 10/05/2020 17:25

Envios de arquivos, fotos e correções para jacarei@jacarei.blog.br - WhatsApp > 12-997653533