ESPAÇO CANTO DAS POESIAS

 

Luiz Jacinto da Silva Filho

"UMA LÁGRIMA INFANTIL"

 

Eu estava na noite vagando...

Vi um menino chorando,

Por uma mãe

Que Já não existia.

 

Foi-se o amparo,

a ilusão da vida,

'aquela criança desprotegida...

 

Chorava na noite sozinha

Um pranto brotado do fundo

Daquela infant'alma...

 

Seus prantos rolando,

Era um retrato

de um futuro negro e obscuro

 

Quem pode, passivar-se,

vendo uma flor imaculada,

na rua abandonada, sozinha?

 

E então fui mais homem

naquele noite...

Eu chorei... Por ser um ninguém!

L. J. da Silva Filho – 1967

 

PÁGINA INICIAL

CANTO DA POESIA

Este site é administrado e gerenciado por Celso Luís Vasques -  Editado pela última vez em 10/05/2020 17:25

Envios de arquivos, fotos e correções para jacarei@jacarei.blog.br - WhatsApp > 12-997653533