ESPAÇO CANTO DAS POESIAS

 

Dirceu Junqueira de Souza

"DEDICATÓRIA" 

Abre Marília, com carinho este volume

E pousa teu sereno olhar nas pobres linhas

Foram escritas para ti como o adivinhas

Do amor gravado na pobreza dessas linhas

 

Como as perdidas e distantes estrelinhas

Que o espaço tenta denegar o estranho nume

Verás aqui, Marília, a cada termo o lume

Porque em ti, só a minha Lira se resume

 

Aqui estão os meus sonetos - quase nada

Mas representam para mim a verde palma

Cantando ao vento uma canção apaixonada

 

Os meus sonetos repassados de afeição

Em cada verso há um pedaço da minha alma

E no volume inteiro - todo o coração!.

D.J. de Souza - 1967

 

PÁGINA INICIAL

CANTO DA POESIA

Este site é administrado e gerenciado por Celso Luís Vasques -  Editado pela última vez em 10/05/2020 17:19

Envios de arquivos, fotos e correções para jacarei@jacarei.blog.br - WhatsApp > 12-997653533