ESPAÇO CANTO DAS POESIAS

 

Carlos Aparecido Nogueira

"TEUS OLHOS"

 

Dois lagos calmos de mansas águas

Refúgio do meu ser, são para mim os olhos teus

Refletindo minha imagem, afogando minhas mágoas

Amenizando os males que envolvem os dias meus.

 

Duas estrelas num céu sem lua

Duas luzes que iluminam minhas trevas

São as mais puras expressões da imagem tua

Imagem que todo meu ser encerras.

 

Quanto de bondade, mistério ou ternura

Existe em teus olhos quietos e castanhos

Quanto de amor, tristeza e brandura

Há nestes olhos de encantos tamanhos...

C. A. Nogueira – 1967

 

PÁGINA INICIAL

CANTO DA POESIA

Este site é administrado e gerenciado por Celso Luís Vasques -  Editado pela última vez em 10/05/2020 17:14

Envios de arquivos, fotos e correções para jacarei@jacarei.blog.br - WhatsApp > 12-997653533